Técnicas de conforto durante o trabalho de parto

Hoje em dia, muitas mulheres estão à espera de ter epidural durante o trabalho de parto, pois a percepção que têm é de que a dor do trabalho de parto é igual a sofrimento. De fato, a epidural elimina a dor, mas não o receio, a ansiedade, a preocupação, a insatisfação ou o stress provocado pelo trabalho de parto. Para evitar todos estes sintomas é necessário, primeiro que tudo, reconhecer que a dor do trabalho de parto é um processo normal e fundamental para ajudar o bebé a nascer.

Quanto maior for o seu conhecimento e a informação que adquire ao longo da gravidez sobre o trabalho de parto, mais confiante se vai encontrar quando chegar a altura. Ler sobre o assunto, ver vídeos, participar em classes de preparação para o parto, conhecer a sala de partos podem ajudá-la a enfrentar o trabalho de parto com menor ansiedade e de forma mais confiante.

Ter alguém em quem confie e com quem se sinta segura durante todo este processo é também importante para diminuir o desconforto (quer seja o seu companheiro, a mãe ou uma amiga). Preparar um plano de parto que explique exatamente quais os procedimentos que deseja ou não durante o mesmo, pode ajudar a eliminar todos os seus medos e preocupações.

Seguem-se algumas estratégias para diminuir a dor durante o trabalho de parto. Todas elas podem ser treinadas durante a gravidez o que permite interiorizá-las e usá-las com maior facilidade durante o parto.

Técnicas de respiração

Durante a contração, e na fase de dilatação, deve-se respirar de forma lenta e profunda para oxigenar todo o seu corpo, bem como, o bebé. No intervalo das contrações pode respirar-se normalmente. Podemos combinar as técnicas de respiração com os movimentos de alívio da dor. Caso a mulher perca o rítmo, o acompanhante deve olhá-la nos olhos e lembrá-la do ritmo adequado (daí a importância da presença dos acompanhantes durante as classes de preparação).

O movimento e a postura

Alguns movimentos e posições ajudam a aliviar a dor durante o trabalho de parto e facilitam a passagem do bebé pelo canal de parto. Seguem-se alguns exemplos: andar, balançar sentada em cima de uma bola, colocar de joelhos e abraçar uma bola, colocar de cócoras, balançar para a frente e para trás (como se estivesse a dançar) com o seu acompanhante, sentar de costas numa cadeira.

Banho

Um duche de água quente durante o trabalho de parto pode ser maravilhoso para aliviar, significativamente, a dor. Se puder, colocar o chuveiro sobre a barriga ou as costas a sensação de alívio será enorme.

Aplicar gelo ou calor    

Utilizar compressas quentes ou frias nas regiões mais dolorosas pode ser também, bastante eficaz. Usar o gelo para aliviar a dor na região do períneo logo após o parto pode evitar o inchaço da região e o alívio da dor.

Massagem

O toque é importante para o alívio da dor. Seja com o dedos, os punhos cerrados ou as palmas das mãos se a massagem for feita da forma correta pode porpocionar um grande alívio. A massagem pode ser feita na cabeça, ombros, costas, pernas, onde houver maior tensão e dor. No entanto, nem todas as mulheres gostam de ser tocadas durante o trabalho de parto. É importante que o acompanhante vá obtendo o feedback da mulher e agindo de acordo com as suas preferências.

Claro que, o uso de medicamentos para a dor e a epidural podem ser muito úteis durante o trabalho de parto. Se eles existem porque não utilizá-los? Mas é fundamental aliar as estratégias atrás mencionadas.

Leave a Comment