Alterações no 3º trimestre da gravidez

Estamos próximos da aterragem e do final desta viagem. Este é o trimestre do cansaço acumulado, da ansiedade e dos medos do trabalho de parto e da antecipação das mudanças nas rotinas da sua nova família. É importante ficar a conhecer quais as principais alterações que o seu corpo vai sofrer durante o terceiro trimestre.

No terceiro trimestre de gestação, o aumento do tamanho da barriga é muito superior e o peso também aumenta. Os desconfortos aumentam pelo próprio peso da barriga e as alterações que isso provoca em vários sistemas do corpo da grávida. O efeito das hormonas mantém-se provocando inúmeras alterações a diversos níveis.

As idas ao WC aumentam ainda mais, pois o bebé pressiona mais a bexiga alterando a sua posição no corpo da mulher.

Há um aumento da salivação o que potencia o aparecimento de cáries e as gengivas tendem a sangrar mais. Tenha atenção à sua higiene dentária e se for caso disso procure o seu dentista.

O seu estômago também está a ser comprimido pelo bebé, por isso pode haver um aumento do refluxo gástrico (que provoca azia) e os intestinos encontram-se mais relaxados e a sua mobilidade diminui (podendo levar à prisão de ventre). Demora mais tempo a fazer a digestão, pois todo o sistema gastrointestinal tem menor mobilidade.

O volume sanguíneo também aumenta, podendo influenciar a retenção de líquidos. Há um aumento do débito e da frequência cardíaca. Tudo isto pode levar ao aparecimento do edema e do inchaço nas mãos, pernas e pés. Um cansaço e mal estar permanentes poderão ser devidos à anemia fisiológica da grávida (o ferro diminui durante a gravidez).

O diafragma sobe, sendo empurrado pelo útero que aumentou de tamanho, e há uma diminuição da capacidade respiratória o que aumenta o cansaço e a fadiga e diminui a resistência física da mulher.

As mamas também continuam a crescer, aumentando o seu tamanho, devido ao aumento das glândulas mamárias e à acumulação de gordura (importante para a produção de leite). Mantenha toda esta zona hidrata.

O desconforto nas costas também se acentua e as alterações na sua postura são cada vez mais evidentes.

É natural que comece a sentir contrações ligeiras, irregulares e não dolorosas (contrações de Braxton-Hicks) que preparam o útero para o parto.

As insónias, os pesadelos e a ansiedade começa a acumular-se e a aumentar com a aproximação do parto.

Fique atenta ao seu corpo à medida que o trimestre vai passando e aos sinais de parto que podem surgir.

Leave a Comment