As cólicas

Este é um tema que muito preocupa os pais hoje em dia e muitos são aqueles que não sabem o que poderão fazer perante um bebé com cólicas.

Em primeiro lugar, é preciso perceber quais as causas das cólicas que tanto incomodam pais e bebés. Há quem as atribua ao ar que o bebé engole durante a mamada (que aumenta quando ele tem o nariz entupido), quem afirme que está relacionado com o leite de fórmula (pois são mais frequentes nos bebés alimentados com substitutos do leite materno) ou quem diga que tem origem no stress do parto (experimente passar por um canal muito apertado e diga-nos se não é traumático). E não nos podemos esquecer que nesta fase o intestino tem uma certa imaturidade, podendo de vez em quando, estar sujeito a dilatações e dor nesta região.

Claro que poderão estar vários mecanismos envolvidos ou apenas um nas cólicas do vosso bebé. O que é certo é que as cólicas são desagradáveis e levam muitas vezes a noites mal dormidas.

Como é que podemos identificar a presença de cólicas? Existem alguns sinais de dificuldade no trânsito intestinal: defeções fora do ritmo normal ou com fezes duras, choro persistente, espernear constante no berço,…se isto acontecer, podemos passar os dedos pela barriga do bebé e fazer percussão. Um bebé com sinais de obstipação terá esta zona da barriga mais dura. As cólicas serão mais frequentes nos primeiros meses enquanto não se introduz o puré de legumes.

Existem algumas estratégias para minimizar a obstipação e consequentemente as cólicas sem ser necessário recorrer ao médico assistente e tomar medicamentos (estes deverão ser o último recurso). Pode adotar uma posição de conforto para o seu bebé (colocar o bebé de barriga para baixo na coxa ou no braço ou adotar a posição de buda). De seguida, pode colocar um saco de sementes/botija de água quente sobre a barriga do seu bebé. Faça uma massagem na região do intestino do bebé (com movimentos circulares e no sentido dos ponteiros do relógio). Simultaneamente, pode movimentar as pernas do bebé. Em principio, o seu bebé ficará muito mais aliviado. Não deve usar cotonetes para não traumatizar esta região.

É importante conhecer o ritmo de dejeções do seu bebé, a consistência e a cor das fezes pois os bebés (tal como os adultos) têm ritmos intestinais diferentes.

Leave a Comment