Guia para o trabalho de parto – Parte II

Vamos continuar pelo final desta viagem de 9 meses. Já está em trabalho de parto… O que fazer?

Primeira fase do trabalho de parto

O que acontece?

– As contrações tornam-se mais fortes e mais frequentes, com a duração entre 20 a 40 segundos a cada 5 – 10 minutos.

– Quando chegar à maternidade vai ser observada para avaliar a dilatação.

– É feito o “registo”, isto é, avaliação dos batimentos cardíacos do bebé

Conselhos para si

– Prepare-se para contrações fortes e dolorosas, bem como, para a observação (se a bexiga estiver vazia é mais confortável)

– Peça uma massagem nas costas

– Adote uma posição confortável (posições de pé, balançar para a frente e para trás agarrada ao acompanhante e cócoras podem encurtar a primeira fase)

– Respire com calma

Conselhos para o acompanhante

– Não se esqueça de ir ao WC

– Ajude-a a mudar de posição, faça uma massagem, ponha música a tocar e encoraje a respiração calma

– Dê-lhe toda a sua atenção e atue da forma que ela achar melhor

– Controle a duração das contrações

– Apoie nas decisões que ela tomar

– Lembre-se de comer e beber

– Entre as contrações faça-a rir

– Palavras proibidas: CALMA, RELAXA e RESPIRA

Última parte da Primeira fase do trabalho de parto

O que acontece?

– A cérvix abre-se mais depressa

– As contrações são mais fortes, dolorosas e frequentes

– Se ainda não tiver ocorrido a rutura das águas, ocorrerá por esta altura

Conselhos para si

– Lide com uma contração de cada vez. Tente relaxar entre elas

– Respire com calma

– Mude de posição sempre que possível

– Utilize técnicas de relaxamento e distração

Conselhos para o acompanhante

– Confirme se a mãe está numa posição confortável

– Faça massagem

– Ajude na contagem das contrações

– Se se sentir cansado, lembre-se que ela estará mais

– Não se esqueça de comer e beber

Conheça os últimos conselhos no próximo artigo do blog.

Leave a Comment