Receita para uma massagem

A massagem do bebé é um momento único de partilha. A massagem ajuda a mãe, o pai e o bebé a conhecerem-se melhor, através do contacto físico que se estabelece. Além disso, ajuda os pais a sentirem-se mais seguros no seu novo papel.

Fazer regularmente massagens ao bebé pode ajudar a: melhorar o vínculo entre o bebé e os pais; tranquilizar o bebé e fazer com que chore menos; fazer a digestão e aliviar as cólicas, libertar os gases e diminuir a prisão de ventre; dormir mais profundamente e durante mais tempo; aliviar a congestão nasal e os incómodos da dentição; melhorar a coordenação e a consciência sobre o seu próprio corpo; reforçar o sistema imunológico.

Quando pretende fazer uma massagem ao seu bebé deve escolher uma hora do dia na qual ele esteja acordado e bem desperto, que não tenha fome nem se sinta demasiado cheio. Deve escolher, também, um local calmo, quente (pois vai despir o bebé) e com música ambiente (se assim o desejar). Deve ter à mão tudo o que irá necessitar: óleo vegetal, toalha e roupa em cima da cama.

Lave as mãos e tire os anéis, pulseiras e o relógio. Esfregue o óleo nas suas mãos e só depois o coloque sobre o bebé. Tente não colocar óleo nas mãos do bebé pois ele gosta de as levar à boca. Concentre-se no seu bebé e esqueça tudo ao seu redor.

Coloque o bebé de barriga para cima numa superfície firme, plana e confortável (coloque uma toalha debaixo do bebé pois durante a massagem ele pode urinar ou libertar gases). Pode optar por não despir o bebé na sua totalidade. Durante a massagem faça movimentos suaves e delicados e vá falando com o bebé. Massaje a cabeça, o pescoço, os ombros e os braços, vá descendo ao longo deles, apertando devagarinho, suavemente e depois coloque as mãos sobre o peito e a barriga e vá seguindo as curvaturas das costelas. A barriga deve ser massajada com movimentos circulares e no sentido dos ponteiros do relógio. Desça pelas coxas até aos pés e envolva-os devagar.

Às vezes o bebé pode mostrar algum desagrado, podendo ter tido alguma dor (diminua a pressão que está a fazer), ter fome ou estar cansado. É importante observá-lo, saber responder à sua linguagem corporal e adiar a massagem para outro momento se for necessário.

É importante que a sessão seja levada a cabo num momento em que apeteça a ambos, ao bebé e ao progenitor.

Se tiver dúvidas sobre a forma como deve fazer a massagem ao seu bebé não hesite em contactar-nos.

Leave a Comment