O Pai – Volume II

já é pai

E pronto…parabéns! Já é pai e agora é hora de desfrutar do seu filho nos braços! Tire fotografias e aproveite este momento único e mágico!

Só que acabou de se aperceber que este pequeno ser não traz livro de instruções! E agora? O que poderá fazer para ajudar a tratar do seu bebé? E como ajudar a mãe a ultrapassar esta fase?

Para já não se esqueça que não é um super-pai, por isso é natural que os primeiros tempos sejam difíceis para os dois (mãe e pai). E que a sua família cresceu…passam a ser cinco lá em casa (se este é o vosso primeiro filho)…o pai, a mãe, o bebé, o marido e a mulher. Muita gente para gerir sentimentos, emoções e tarefas!

O choro é a linguagem do seu bebé, por isso não se aflija quando ele chora. O choro tem diferentes significados e com o tempo vai começar a distingui-los. Pode ser: fome, dor ou desconforto, hiper ou hipoestimulação, cólicas, calor ou frio, fralda suja, sono, …

O seu papel é muito importante durante a amamentação. Pode ajudar a mãe a posicionar-se corretamente para evitar o desconforto, indicar-lhe se o bebé se encontra bem posicionado e ajudá-la a libertar ocitocina (para facilitar a saída do leite). Faça-lhe uma massagem nas costas ou ajude-a a massajar as mamas quando estas se encontram cheias e tensas. Incentive-a a tirar leite para que você possa alimentar o bebé com o biberão (após o 1º mês de vida) para que ela possa sair e arejar um pouco.  Pode por o bebé a arrotar no final.

Pode dar-lhe banho, mudar a fralda, usar a técnica do canguru (para acalmar o seu bebé), embala-lo, ajudar quando aparecerem as cólicas (com as técnicas que foi aprendendo durante as sessões de preparação para a parentalidade).

Divida estas e outras tarefas com a mãe e esqueça o relógio nos primeiros tempos. Façam em conjunto uma lista de prioridades.

Não se esqueça que a mãe estará num turbilhão de sentimentos e continua com os nervos à flor da pele. Nesta fase todo este turbilhão de sentimentos poderá levar às depressões pós parto e ela só conseguirá ultrapassa-la com a sua ajuda.

Mime-a e aproveite os poucos momentos disponíveis para namorarem!

Afinal o seu papel é fundamental em todo este processo nas várias fases iniciais da vida do vosso bebé! Desfrute de todos estes momentos…

Leave a Comment