Dicionário médico na gravidez – Volume II

dicionario medico na gravidez volume 2

Numa gravidez saudável, começamos a ouvir alguns termos médicos que por vezes temos dificuldade em descodificar. Seguem-se alguns exemplos.

 

Episiotomia – pequeno corte efetuado na região do períneo (entre a vagina e o ânus), durante o parto vaginal, com o intuito de facilitar a saída do bebé. Não dói pois está anestesiada. Caso não tenha levado epidural é colocado um anestésico local.

Dequitadura – não é nada mais nada menos que a última fase do trabalho de parto e consiste na saída da placenta.

 

CTG – abreviatura de cardiotocografia. É um meio complementar de diagnóstico materno fetal. Avalia a frequência cardíaca do bebé, a atividade contrátil do útero (isto é, as contrações que a mãe está a sentir) e os movimentos do bebé.

 

Contrações de Braxton Hicks – são contrações pouco intensas, circunscritas a áreas localizadas do útero, sem ritmo, irregulares, não dolorosas e esporádicas. Podem, no entanto, ser desconfortáveis.

 

Períneo – ou pavimento pélvico é um conjunto de músculos e ligamentos que se encontra na base da bacia passando pela uretra, vagina e ânus e permitindo o suporte da bexiga, útero e intestinos. Funções: evitar as perdas de urina (incluindo quando se espirra, tosse ou carrega objetos pesados), ajudar na performance sexual, suportar a coluna. Durante a gravidez e o parto, o pavimento pélvico ajuda a suportar o peso do bebé e o líquido amniótico e também a rodar a cabeça do bebé preparando-o para o nascimento e facilitando a sua passagem pela bacia. Durante a gravidez, a pressão sobre a musculatura do pavimento pélvico é muito grande, havendo também um aumento do relaxamento da musculatura da bacia pelo efeito hormonal. Daí ser extremamente importante realizar exercícios de contração do períneo com regularidade.

 

Apagamento e dilatação do colo do útero – repuxamento para cima do colo do útero, isto é, começa a perder o seu comprimento encurtando (apagamento), e de seguida a entrada do colo começa a afastar-se (dilatação) até aos 10 cm (abertura necessária para a passagem do bebé durante o parto vaginal).

 

Índice de Apgar – avaliação da vitalidade do recém nascido. Avalia a frequência cardíaca, a respiração, o tónus muscular, a cor da pele e irritabilidade reflexa do bebé. É frequente serem realizadas 3 avaliações: após o nascimento,  5 minutos depois e 10 minutos depois.

 

Leave a Comment