Atividade física e gravidez

Atividade física e gravidez

Será que posso fazer exercício durante a gravidez?

Quando devo começar?

Que tipo de exercícios posso fazer?

Não vai fazer mal ao meu bebé?

Quais os benefícios da prática de exercício durante a gravidez?

Quando parar?

Estas são algumas questões que surgem quando fica grávida, sobretudo na sua primeira viagem.

O exercício físico pode e deve ser recomendado a todas as grávidas, no entanto, é necessário perceber se existem algumas contra-indicações clínicas ou obstétricas para a prática de atividade física.

A sua prática regular durante a gravidez promove inúmeros benefícios físicos e psicológicos e não acarreta efeitos adversos para o seu bebé.

 

Entre os diversos benefícios da atividade física durante a gravidez podemos destacar:

– Prevenção de ganho de peso excessivo;

– Prevenção de diabetes gestacional ou ajudar a controlar os valores de glicémia;

– Prevenção da hipertensão arterial;

– Melhoria da circulação sanguínea diminuindo os edemas típicos da gravidez;

– Melhoria da capacidade aeróbia e da oxigenação da placenta;

– Favorece a mobilidade intestinal;

– Diminui as caibras, as dores nas costas e na pélvis;

– Fortalece a musculatura do pavimento pélvico;

– Permite uma recuperação no pós parto mais rápida.

 

Mas, hoje em dia, a oferta de atividade física é imensa por isso surgem dúvidas sobre qual é que as grávidas devem escolher. Primeiro que tudo, deve optar por algo que goste. Deve evitar exercícios de alto impacto, com risco de queda ou traumatismo abdominal elevado e desportos de contacto.

O exercício deve ser de intensidade leve a moderada e deve incluir exercícios aeróbios, de fortalecimento global e de alongamento.

Caso não seja praticante de exercício antes da gravidez apenas deve iniciar o mesmo após o primeiro trimestre de gravidez. E não esquecer que deve beber muita água durante e após a prática da atividade escolhida.

 

E quando se deve parar?

Existem alguns sinais de alerta tais como: hemorragia vaginal, dor abdomino-pélvica, perturbações da visão, dores de cabeça fortes ou contínuas, febre/arrepios, corrimento ou perda de líquido amniótico, vómitos persistentes, edema repentino.

 

Não existindo indicações em contrário pode e deve praticar atividade física até ao dia do parto.

Leave a Comment