Como alimentar o meu bebé?

alimentar bebé

Ninguém tem dúvidas de que o leite materno é o melhor alimento para os recém nascidos. No entanto, muitas vezes é necessário recorrer ao leite em pó para alimentar os bebés. A decisão passa por cada mãe e cada uma terá o seu motivo.

Então o que fazer em cada uma das situações?

Se está a amamentar o seu bebé, deve dar mama em livre demanda, ou seja, sempre que o bebé quiser de dia ou de noite.

Se estiver a alimentar o seu bebé com biberão, siga as recomendações do médico assistente em relação às quantidades para cada uma das fases do seu bebé.

No entanto, em qualquer uma das situações não se esqueça que o seu bebé é que deve decidir quanto quer mamar e de quanto leite necessita em cada refeição. Não insista com ele para beber o biberão todo! Tente reconhecer os sinais de fome, mas também os sinais de que o seu bebé está satisfeito. Caso o bebé demonstre fome, no final da refeição, ofereça um pouco mais.

Uma das maneiras de perceber se o seu bebé está a mamar o suficiente é mudar cerca de 6 a 8 fraldas com xixi por dia.

No caso do leite em pó, siga as instruções da embalagem para a sua confeção (não adicione mais nem menos pó ou água). Não aqueça o biberão no micro-ondas!

Em qualquer uma das situações não deve oferecer outros alimentos ou bebidas para além do leite (seja materno ou adaptado), a não ser por indicação do médico assistente.

Deve lavar as mãos antes de amamentar ou de preparar o biberão. Neste último caso, deve manter todos os utensílios necessários bem limpos (biberões, tetinas,…), não havendo necessidade de proceder à esterilização diária dos mesmos.

Procure iniciar a oferta de outros alimentos o mais próximo possível dos 6 meses e nunca antes dos 4 meses.

Amamentar ou dar biberão são momentos muitos especiais e únicos e ambos vão ajudar a promover o vínculo entre dois. É importante desfrutar do momento e viverem esta fase das vossas vidas de forma calma e tranquila .

Se estiverem confiantes o vosso bebé estará mais calmo e ambos vão viver momentos muito felizes.

Leave a Comment