A fisioterapia e o pavimento pélvico

A fisioterapia e o pavimento pélvico

A fisioterapia e o pavimento pélvico

Sabia que 40% das mulheres não são capazes de contrair voluntariamente o pavimento pélvico?

Porque será?

A contração do pavimento pélvico é difícil de executar pois estes músculos estão localizados no interior da pélvis, logo não são visíveis.

Por outro lado, a maioria das mulheres nunca foi ensinada a contraí-los corretamente, tendo bastante dificuldade em consciencializar-se deste músculos.

Do ponto de vista neurofisiológico, os músculos do pavimento pélvico são pequenos, logo mais difíceis de contrair voluntariamente.

Mas será que devemos contrair sempre os músculos do pavimento pélvico?

NÃO!!!!

Antes de mais é importante perceber qual a alteração desta musculatura e porque é que ela ocorre.

Através de uma avaliação cuidada por parte de um fisioterapeuta especializado em pavimento pélvico é possível ficar a conhecer as alterações desta estrutura.

Podemos ter:

– Fraqueza muscular ou um pavimento pélvico hiperativo;

– Cicatrizes (por exemplo de uma episiotomia) dolorosas e com aderências;

– Encurtamentos ou contraturas musculares;

– Prolapsos dos órgãos pélvicos;

– Disfunções sexuais (vaginismo, vulvodínia).

E a fisioterapia pode ajudar?

SIM!!!

Primeiro que tudo é fundamental o ensino da correta contração dos músculos do pavimento pélvico. Posteriormente o uso de técnicas manuais pode ajudar a diminuir a sintomatologia presente.

Não espere mais!

Procure já hoje um fisioterapeuta que a possa ajudar!

Leave a Comment