Os primeiros dias com um bebé em casa! E agora?

bebe em casa

Foram pais! Muitos parabéns! Chegou o tão desejado momento de regressar a casa com o vosso rebento! Mas como irão sobreviver a estes primeiros dias em casa com o vosso bebé?

Seguem-se algumas dicas que os poderão ajudar…

1. Não passe o dia todo de pijama! Pois é, a vontade é mesmo essa… para quê vestir se vai passar o dia todo em casa? ERRADO! É importante continuar a arranjar-se e cuidar de si para poder cuidar do seu bebé.

(mais…)

O sono do bebé

o sono do bebe

O sono do bebé é uma das temáticas da área da parentalidade que mais dúvidas traz aos pais. Encontram-se muitas teorias sobre como deve ou não o bebé dormir e os pais sentem-se perdidos sem saber qual o melhor caminho a seguir. Nunca é demais relembrar que todos os bebés são diferentes e cada família tem a sua rotina.

Mas afinal o que é o sono?

(mais…)

O Pai – Volume I

Vai ser pai?

Muitas vezes esquecido durante este processo de parentalidade, o pai tem um importante papel durante a gravidez, no parto e na prestação dos cuidados ao novo ser. Todos se encontram centrados no bebé que aí vem e no bem estar da mãe e esquecem-se que o pai é um pilar fundamental para o funcionamento desta nova tríade.

Se vai ser pai este artigo é dirigido a si…

(mais…)

Receita para uma massagem

A massagem do bebé é um momento único de partilha. A massagem ajuda a mãe, o pai e o bebé a conhecerem-se melhor, através do contacto físico que se estabelece. Além disso, ajuda os pais a sentirem-se mais seguros no seu novo papel.

Fazer regularmente massagens ao bebé pode ajudar a: melhorar o vínculo entre o bebé e os pais; tranquilizar o bebé e fazer com que chore menos; fazer a digestão e aliviar as cólicas, libertar os gases e diminuir a prisão de ventre; dormir mais profundamente e durante mais tempo; aliviar a congestão nasal e os incómodos da dentição; melhorar a coordenação e a consciência sobre o seu próprio corpo; reforçar o sistema imunológico.

Quando pretende fazer uma massagem ao seu bebé deve escolher uma hora do dia na qual ele esteja acordado e bem desperto, que não tenha fome nem se sinta demasiado cheio. Deve escolher, também, um local calmo, quente (pois vai despir o bebé) e com música ambiente (se assim o desejar). Deve ter à mão tudo o que irá necessitar: óleo vegetal, toalha e roupa em cima da cama.

Lave as mãos e tire os anéis, pulseiras e o relógio. Esfregue o óleo nas suas mãos e só depois o coloque sobre o bebé. Tente não colocar óleo nas mãos do bebé pois ele gosta de as levar à boca. Concentre-se no seu bebé e esqueça tudo ao seu redor.

Coloque o bebé de barriga para cima numa superfície firme, plana e confortável (coloque uma toalha debaixo do bebé pois durante a massagem ele pode urinar ou libertar gases). Pode optar por não despir o bebé na sua totalidade. Durante a massagem faça movimentos suaves e delicados e vá falando com o bebé. Massaje a cabeça, o pescoço, os ombros e os braços, vá descendo ao longo deles, apertando devagarinho, suavemente e depois coloque as mãos sobre o peito e a barriga e vá seguindo as curvaturas das costelas. A barriga deve ser massajada com movimentos circulares e no sentido dos ponteiros do relógio. Desça pelas coxas até aos pés e envolva-os devagar.

Às vezes o bebé pode mostrar algum desagrado, podendo ter tido alguma dor (diminua a pressão que está a fazer), ter fome ou estar cansado. É importante observá-lo, saber responder à sua linguagem corporal e adiar a massagem para outro momento se for necessário.

É importante que a sessão seja levada a cabo num momento em que apeteça a ambos, ao bebé e ao progenitor.

Se tiver dúvidas sobre a forma como deve fazer a massagem ao seu bebé não hesite em contactar-nos.

Guia para o trabalho de parto – Parte III

Restam apenas alguns instantes para a aterragem e para ter o seu bebé nos braços. Não é hora de desistir. Seguem-se alguns conselhos para terminar em beleza.

Segunda fase do trabalho de parto

O que acontece?

– Esta é a fase de ” fazer força”. Inicia quando a dilatação está completa e termina quando o bebé nasce.

– Pode durar entre 10 minutos a 2 horas

– As contrações são mais demoradas

Conselhos para si

– A força para empurrar é feita durante a contração e quando o profissional dá essa indicação.

– Utilize as técnicas de respiração que lhe foram ensinadas durante as classes

– Não “prenda” a respiração pois vai diminuir a oxigenação do bebé

– Tente relaxar os músculos do pavimento pélvico

Conselhos para o acompanhante

– Ajude-a durante as técnicas de respiração e dê-lhe comandos positivos

– Ajude-a a adotar uma posição confortável entre as contrações

Terceira fase do trabalho de parto

O que acontece?

– Dequitadura: saída da placenta e dos anexos

– Após a saída da placenta, e caso tenha havido episiotomia, os profissionais de saúde cosem nesta altura

Conselhos para si

– A técnica do “pele com pele” permite aumentar o vínculo mãe-bebé

– Pode dar de mamar pela primeira vez

– Relaxe e aproveite o momento

Conselhos para o acompanhante

– Pode cortar o cordão umbilical

– Segure o bebé pela primeira e goze o momento

– Tire fotografias

– Comemore

Esperamos que esta ajuda tenha sido preciosa. Aproveite o momento maravilhoso e único.

Guia para o trabalho de parto – Parte II

Vamos continuar pelo final desta viagem de 9 meses. Já está em trabalho de parto… O que fazer?

Primeira fase do trabalho de parto

O que acontece?

– As contrações tornam-se mais fortes e mais frequentes, com a duração entre 20 a 40 segundos a cada 5 – 10 minutos.

– Quando chegar à maternidade vai ser observada para avaliar a dilatação.

– É feito o “registo”, isto é, avaliação dos batimentos cardíacos do bebé

Conselhos para si

– Prepare-se para contrações fortes e dolorosas, bem como, para a observação (se a bexiga estiver vazia é mais confortável)

– Peça uma massagem nas costas

– Adote uma posição confortável (posições de pé, balançar para a frente e para trás agarrada ao acompanhante e cócoras podem encurtar a primeira fase)

– Respire com calma

Conselhos para o acompanhante

– Não se esqueça de ir ao WC

– Ajude-a a mudar de posição, faça uma massagem, ponha música a tocar e encoraje a respiração calma

– Dê-lhe toda a sua atenção e atue da forma que ela achar melhor

– Controle a duração das contrações

– Apoie nas decisões que ela tomar

– Lembre-se de comer e beber

– Entre as contrações faça-a rir

– Palavras proibidas: CALMA, RELAXA e RESPIRA

Última parte da Primeira fase do trabalho de parto

O que acontece?

– A cérvix abre-se mais depressa

– As contrações são mais fortes, dolorosas e frequentes

– Se ainda não tiver ocorrido a rutura das águas, ocorrerá por esta altura

Conselhos para si

– Lide com uma contração de cada vez. Tente relaxar entre elas

– Respire com calma

– Mude de posição sempre que possível

– Utilize técnicas de relaxamento e distração

Conselhos para o acompanhante

– Confirme se a mãe está numa posição confortável

– Faça massagem

– Ajude na contagem das contrações

– Se se sentir cansado, lembre-se que ela estará mais

– Não se esqueça de comer e beber

Conheça os últimos conselhos no próximo artigo do blog.

Guia para o trabalho de parto – Parte I

Muito se fala em trabalho de parto, mas é importante saber o que acontece em cada momento. Seguem-se alguns conselhos para si e para o seu acompanhante. Juntos vão percorrer o final desta maravilhosa viagem de forma menos atribulada.

Antes do inicio do trabalho de parto (cerca de 1 semana antes)

O que acontece?

– Aumento do corrimento vaginal (claro)

– Saída do rolhão mucoso

– Aumento da energia para realizar atividades domésticas (“fazer o ninho”)

– Aumento das contrações uterinas (preparação do útero) e possivelmente dor lombar

Conselhos para si

– Tenha a sua mala pronta antes das 36 semanas (não se esqueça de revistas, livros ou mp4)

– Considere a possibilidade de ter mais do que um acompanhante

– Reveja o plano de parto

– Continue a praticar os exercícios dos músculos do pavimento pélvico

– Considere colocar um resguardo na cama para o caso de haver rutura das águas (o que só acontece em 10% dos casos)

Conselhos para o acompanhante

– Faça uma lista de contactos telefónicos para avisar toda a gente da chegada do bebé

– Confirme a rota para o hospital, o tempo que demora, se necessita de moedas para o estacionamento ou tenha o número de telefone dos táxis à mão.

– Confirme se tem a carga total no telemóvel e não se esqueça de ter o carregador sempre à mão.

(mais…)

Dicas para um pai desesperado

Está perdido! Acabou de descobrir que vai ser pai! Um misto de sensações e sentimentos acumulam-se no seu interior! Respire fundo, sente-se numa posição confortável e veja algumas dicas que se seguem que o vão ajudar a ultrapassar a intensidade dos próximos meses!

9 meses

Durante estes meses, a barriga da sua mulher começará a crescer! O seu peso começará a aumentar, ocorrem diversas alterações físicas e hormonais e a sua postura altera-se!

Ajude-a a passar a gravidez da forma mais tranquila possível:

– aprenda a massajar as costas e as pernas da sua companheira para aliviar as dores e o desconforto;

– façam caminhadas;

– ajude-a a arranjar uma posição confortável para dormir (coloque várias almofadas debaixo dos joelhos, costas, barriga e regule a temperatura do quarto);

– lembre-a de contrair o períneo;

– frequente com ela as classes de preparação para o parto para ficarem mais seguros e tranquilos;

– vá, sempre que possível, às consultas e ecografias de rotina;

– fale com o seu bebé (a partir das 24 semanas) e tente sentir os seus pontapés quando coloca as mãos na barriga da mãe;

– conheça os vários trajetos possíveis para a maternidade;

– informe-se sobre os seus direitos junto da segurança social.

Hora H

Chegou o grande dia! Seja o melhor acompanhante de parto possível! Algumas dicas:

– 3 sinais de parto: saída do rolhão mucoso, contrações uterinas e rutura do saco amniótico.

– Leve roupa fresca e confortável para a maternidade, bem como, comida e bebida. E não se esqueça de ir ao WC!

– Ajude-a a mudar de posição, façam em conjunto os exercícios da bacia, faça-lhe uma massagem, ponha música a tocar e encoraje a respiração calma

– Controle a duração das contrações uterinas

– Palavras proibidas: CALMA, RELAXA e RESPIRA

– Ajude-a na fase de expulsão (a fazer força)

– Tire fotografias

Pós parto

Estão os dois muito felizes e cansados e surge uma nova etapa…cuidar do vosso bebé. Ficam agora algumas dicas sobre como pode ajudar.

– Ajude na amamentação a posicionar a mãe e o bebé corretamente, faça massagem nas costas (para libertar ocitocina), massaje as mamas para facilitar a saída do leite;

– Ponha o bebé a arrotar;

– Dê-lhe o biberão e lave-o no final;

– Dê banho ao seu bebé;

– Mude a fralda;

– Use a técnica do canguru (para acalmar o seu bebé);

– Alivie as cólicas do seu bebé;

– Dê mimos à mãe.

Existem uma série de estratégias para o que foi mencionado anteriormente. Para as conhecer, basta frequentar as classes de preparação para o nascimento. Mas qualquer dúvida não hesite em contactar a bebés e barriguitas, teremos de certo a melhor solução para si!